E por falar em arte, hoje nos despedimos de Tomie Otake.

E por falar em arte, hoje nos despedimos de Tomie Otake, uma breve biografia dessa artista incrível que com certeza você já viu alguma obra dela por ai, babou e talvez não saiba quem a fez, agora te apresento Tomie Otake.

Tomie Ohtake é considerada a “dama das artes,plásticas brasileiras” pela carreira consagrada,
construída ao longo dos últimos cinqüenta anos, e pelo estilo ímpar de enfrentar a obra e a vida, nas quais força
e suavidade têm o mesmo significado. A fama conquistada, desde a década de 60, nunca modificou o desafio a que se propõe: o eterno reinventar.

Tomie Ohtake mudou-se para o Brasil em 1936, fixando-se em São Paulo. Em 1952, iniciou em pintura com o artista Keisuke Sugano. No ano seguinte passou a integrar o Grupo Seibi, do qual participam Manabu Mabe (1924 – 1997), Tikashi Fukushima (1920 – 2001), Flavio Shiró (1928), Tadashi Kaminagai (1899 – 1982), entre outros. Após um breve período de arte figurativa, a artista define-se pelo abstracionismo. A partir dos anos 1970 trabalhou com serigrafia, litogravura e gravura em metal. Surgem em suas obras as formas orgânicas e a sugestão de paisagens. Na década de 1980 passou a utilizar uma gama cromática mais intensa e contrastante. Dedicou-se também à escultura e realizou algumas delas para espaços públicos. Recebeu em Brasília o Prêmio Nacional de Artes Plásticas do Ministério da Cultura – Minc em 1995. Em 2000 foi criado o Instituto Tomie Ohtake em São Paulo. Tomie Ohtake morreu dia 12 de Fevereiro de 2015, em São Paulo, aos 101 anos.

tomie5

A força do destino

Veio para o Brasil com 23 anos de idade, só para visitar um irmão. Ficaria um ano ou dois, se tanto, para em seguida voltar ao Japão, sua terra natal, o único lugar que conhecia, e onde pretendia ficar por toda vida. Durante sua estada aqui, a situação do outro lado do oceano começou ficar incerta, com nuvens negras toldando a paz mal costurada com tratados secretos entre as potências, os quais se transformaram em bombas de efeito retardado que, a qualquer momento poderiam explodir. Seu irmão impediu o quanto pode o retorno dela à pátria, esperando que os céus da Europa e da Ásia se desanuviassem. Mas, ao contrário, o furor da guerra se desencadeou com toda sua força, primeiro num pacto entre a Alemanha e a Itália, depois, – aquilo que mais se temia – com a aliança do Japão com esses dois países, formando o eixo Berlim-Roma-Tóquio. Foi assim, que Tomie Ohtake, aquela frágil nipônica, pouco mais que uma adolescente, se viu forçada a prolongar sua permanência no Brasil. A guerra acabou, Tomie casou-se aqui mesmo com um engenheiro agrônomo e, a partir de então, tomou o Brasil por sua segunda pátria, caindo, gostosamente, na cilada que o destino lhe aprontou. Se predestinação existe, Tomie, mais do que ninguém, sentiu-a em si mesma, dirigida que foi, pela vida afora, por uma força externa que lhe encaminharia os passos, abrindo as portas à sua frente e fixando-lhe os rumos.

age20121030194

“Eu nunca pintei com o emocional. Sempre pintei mais friamente. É sempre colocando camada, camada, camada. Colocando muitas cores, camada, camada, até chegar onde eu quero. O gesto era bem mais calmo, caía sempre sobre a tela e seguia uma direção que era mais mental”.
Tomie Ohtake
OHTAKE, Tomie; ARRUDA, Vitoria (Coord.). Exposição retrospectiva Tomie Ohtake. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 2000. p. 20.


Vou colocar imagens de algumas obras, que com certeza algumas você vai identificar.

E hoje infelizmente nos deixa essa grande artista, porém deixa também uma herança gigantesca para todo mundo, Obrigada Tomie por tornar nossa cidade cheia de coisas lindas de se apreciar e que certamente fazem parte do nosso cenário de Vida.
Vai em Paz.

Fonte( Instituto Tomie Otake )

( Instituto Pinheiro)

Até Logo
Jéssica Coelho

cadeira

Anúncios

Lambe-lambe na Decoração|Street art,

O nome pode ser estranho, mas você certamente já se deparou com alguma dessas intervenções urbanas. Surgido na França na época do Renascimento, o lambe-lambe nada mais é do que um cartaz de conteúdo artístico colado em espaços públicos, que se transformam em verdadeiras galerias de arte a céu aberto. De material barato, o conteúdo dessas mensagens manuscritas tinham originalmente o objetivo de provocar, suscitando algum tipo de reflexão, muito embora hoje já seja possível encontrar deturpações com objetivos comerciais.

Colorido e investindo em uma tipografia bastante original, não demorou muito para que o lambe-lambe caísse nas graças dos designers de interiores. Tratando-se de street art, nada melhor para causar impacto na decoração domiciliar. Além de possuir elementos que personalizam o ambiente, esse tipo de intervenção é eficaz ao ser capaz de captar e direcionar o olhar, estabelecendo assim uma interação que ultrapassa o conceito de funcionalidade.

LambeLambe3

Nesse sentido, o ideal é que o insert consiga traduzir as aspirações do próprio usuário. Hoje em dia, existem empresas especializadas que produzem cartazes sob encomenda, respeitando o formato original (Confira: LEITE-COM) . O verdadeiro lambe-lambe, no entanto, é impresso em papel ultrafino, justamente para criar aquele efeito enrugado que surge em contato com a cola.

lambe-lambe

Contemporâneo, o cartaz pode ser aplicado tanto em molduras quanto diretamente sobre a parede. Variações permitem ainda criar charmosos papéis de parede, substituindo a tipografia característica por estampas geométricas. Inspire-se nas imagens abaixo e deixe a arte invadir sua casa:

STREET ART

lambe-lambe09

Segue abaixo uma galeria com  diversas ideias uma mais bonita que a outra, cheias de atitude e personalidade.



Como colar o Lambe Lambe
Dica Leite-Com

1.Colocar cola branca em um recipiente.

2. Adicionar pouca água para misturar, apenas para a solução não ficar muito grossa.

3. Com um pincel, aplicar a solução no lugar em que quer colar o cartaz.

4. Aplicar o lambe-lambe e pressionar até sentir que colou.

5. Recortar o que sobrou para colar nos lugares que restaram.

6. Colocar a solução de novo em cima do cartaz para fixar melhor.

Você também pode recortar a folha em vários tamanhos para fazer a colagem. Também dá para colar uma parte em cima de outra.

Guia de aplicação dos lambe-lambes

Como faço para remover o lambe-lambe da parede?

Recomendamos utilizar água, que irá desgudar a cola da parede.

Atenção: Para aplicação em ambientes sujeitos à chuva, umidade ou sereno, recomendamos a utilização de algum outro fixador. Procure sua loja de materiais de reforma/construção e pergunte sobre a melhor solução para a sua idéia.

Descobri os site a poucos dias, mas vou logo providenciar os meus para mim e para projetar para os meus clientes, e vocês o que acham dessa decoração mais urbana.

Fonte( Moveis Apolo)
Leite-Com 

“Apêbalada”… Personalidade X Decoração.

“Apêbalada”: diretor de arte usa criatividade para decorar seu apartamento em São Paulo.

Não há coisa melhor do que ter um lar para chamar de seu. Pode ser comprado, alugado, um quarto, um porão ou atá mesmo um canto da casa, mas é ali que se espelha a sua alma, com tudo o que você gosta, pensado pra agradar ninguém mais, ninguém menos do que você mesmo.

O apartamento do publicitário Piu Afonseca é exatamente assim, a cara dele. Tudo ali remete aos seus gostos e a sua personalidade, o que não deixa de agradar os amigos e quem mais entre por ali. Apaixonado por São Paulo, ele mora no bairro do Brooklin há quatro anos e tornou seu espaço de 78 m² num lugar aconchegante, urbano, moderno e incrivelmente descolado, cheio de detalhes interessantes, como a parede revestida com o autêntico piso padrão de calçada, visto em diversas partes da cidade – só que no chão! -, ou até mesmo a presença de um tampo de bueiro,presente de uma amiga.

A mesa de som no meio da sala não nega o gosto de Piu por música, que faz as honras de DJ aos amigos no apelidado “apêbalada“, por conta das inúmeras noitadas feitas ali. Um contêiner no meio do apartamento abriga uma cama feita com paletes, fazendo o papel de “lounge”, com direito a futon e home theater pra galera descansar. Claro que, segundo ele, muita gente já confundiu a casa com um bar, não acreditando que alguém, de fato, viva naquele endereço tão criativo e cheio de vida.

Para completar, não poderia faltar uma torneira de chopp e uma rede deliciosa no meio da sala. Os ambientes são totalmente interligados, facilitando o movimento nas festa e a interação do morador com os visitantes.

Dá uma olhada no “apêbalada” e se inspire para decorar sua casa. As ideias podem te surpreender!

 

Particularmente, achei tudo muito lindo e criativo. Adorei cada detalhe do capaxo de tampa de bueiro, a caixa de cerveja no chão. Basta ter um pouco de criatividade, e podemos fazer coisas maravilhosas.