O Apê Incrível do Sandro Costa!

O centro da cidade pode parece um lugar enérgico demais para se morar, muito voltado ao dia a dia corrido de muitos paulistanos.  Essa era uma percepção que o Sandro Costa, hoje morador do Copan, costumava compartilhar: “Eu conhecia o centro a trabalho e não tinha noção do que era morar lá. Para mim era uma vida completamente comercial e nada residencial”. Depois de sete anos vivendo em um dos edifícios mais emblemáticos de São Paulo, ele não consegue mais se imaginar em outro lugar.

2bdcae4310c025572090d41f771cf049

A SUPREENDENTE TRANQUILIDADE DA REGIÃO DURANTE A NOITE E AOS FINAIS DE SEMANA CONQUISTOU O FUTURO MORADOR.

Como qualquer boa história de amor, a do Sandro e seu apartamento começou sem muitas expectativas e completamente ao acaso. Ele havia entrado em contato com uma imobiliária para encontrar uma residência próxima ao seu trabalho, na região da Avenida Paulista. No entanto, a corretora que o atendeu parecia ter certeza de que apê ideal para ele era o que estava disponível no Copan – fato que o Sandro discordava. “Ela falou que iria me levar em um imóvel no Higienópolis e era mentira… Me levou até lá!”. Logo ao entrar e dar de cara com a majestosa vista da janela, o Sandro não pretendia mais sair de lá.

– Desde a mudança até hoje, o apartamento já passou por três reformas. “Fui transformando os espaços, que tinham originalmente muito mais paredes. Eu chamei um arquiteto só para me ajudar na execução. Faltam alguns ajustes ainda, mas ele está bem próximo do que eu sempre imaginei”, conta. De atmosfera urbana e com detalhes industriais, o apartamento ganhou forma com algumas soluções criativas de decoração. O sofá baixo, por exemplo, surgiu na necessidade de preservar a vista de quem se senta ali, pois o brise da janela atrapalharia a visão em um sofá de altura convencional.

Outra ideia original – e uma das preferidas do Sandro – foi a de adaptar uma porta de ferro, daquelas usadas em comércio de rua, como porta de seu armário. “Foi curioso negociar com o fabricante, porque ele nunca tinha instalado esse elemento em uma residência. Ele me achou maluco, mas comprou a ideia e no final ficou muito legal!”.  Por essas e outras, o apê do Sandro reflete sua personalidade criativa por completo: “Quem me conhece e entra na minha casa fala que ela tem tudo a ver comigo. Eu sou um típico aquariano, gosto das coisas extremamente diferentes, e acredito que consegui traduzir essa minha busca aqui”. –

Agora confere todas as imagens e me diz se não seria perfeito morar nesse apê, ainda mais no centro paulistano aonde tudo acontece.

Fala sério incrível né, a única coisa que faria era dar um pouco mais de vida no quarto, achei tudo com uma personalidade bem forte e original, e o quarto um pouco sem graça, essa a minha opinião e vocês o que acharam?

(Fonte Casa da Valentina)
Até Logo

Jéssica Coelho

Anúncios

Voltando com Tudo – Projeto Novo saindo do forno.

Mesmo parecendo que empaquei em 2014, voltei e agora é para ficar brincadeiras a parte estou de volta, essa correria de férias, final de ano e projetos em andamento andaram tomando um pouco do meu tempo mas cá estou eu, com mais um  projeto online aprovadíssimo pelo cliente, Tecnologia é tudo você realiza o projeto da sua vida a KM de distância, e eis me aqui para ajudar, segue o projeto que modéstia a parte ficou lindo, moderno e atendeu as necessidades do meu cliente.

Planta

INFORMAÇÕES DO CLIENTE

Nome: Matheus Fernandes Da Rosa

SOBRE O PROJETO – Visão Cliente

Ambiente: Sala Residencial + Cozinha

Usará esse ambiente: jovens, adultos

Descrição do projeto:
Quero um espaço pratico e moderno, em q possa receber os amigos.

Restrições do projeto:
A casa ainda esta em construção, acabo de construir o telhado, logo não tem muitas restrições de tomadas e encanamentos de água.
Pé direito será de 2.70, gosto de ambiente claro e com algumas cores mais vivas.
Gosto muito de receber amigos, preciso de espaço para essa finalidade.

Proposta

Sugeri a troca da porta de entrada, para melhor aproveitamento da sala de Tv, as demais paredes e portas mantive conforme a planta inicial.
Devido cliente explicar que gosta de receber amigos, além da mesa pensei em um balcão com mais dois lugares e uma barzinho, usando um silestone azul pedroc conseguimos um colorido lindo para destaque, Jovens adultos pensei em um projeto mais alegre  então é usei alguns pontos chaves coloridos como as cadeiras charles eames amarelas e o aparador retrô também no tom amarelo e mantendo uma base mais neutra, para que não ficasse enlouquecedor rs
Eles amaram e aprovaram o projeto sem ajustes.

Essa é a casa, ainda em construção

Casa em Construção

E agora o projeto que elaborei para eles.
Dá uma olhada e me diz o que acha.

01

E vocês o que acharam? quero saber heim..
Até logo.

Jéssica Coelho

Lambe-lambe na Decoração|Street art,

O nome pode ser estranho, mas você certamente já se deparou com alguma dessas intervenções urbanas. Surgido na França na época do Renascimento, o lambe-lambe nada mais é do que um cartaz de conteúdo artístico colado em espaços públicos, que se transformam em verdadeiras galerias de arte a céu aberto. De material barato, o conteúdo dessas mensagens manuscritas tinham originalmente o objetivo de provocar, suscitando algum tipo de reflexão, muito embora hoje já seja possível encontrar deturpações com objetivos comerciais.

Colorido e investindo em uma tipografia bastante original, não demorou muito para que o lambe-lambe caísse nas graças dos designers de interiores. Tratando-se de street art, nada melhor para causar impacto na decoração domiciliar. Além de possuir elementos que personalizam o ambiente, esse tipo de intervenção é eficaz ao ser capaz de captar e direcionar o olhar, estabelecendo assim uma interação que ultrapassa o conceito de funcionalidade.

LambeLambe3

Nesse sentido, o ideal é que o insert consiga traduzir as aspirações do próprio usuário. Hoje em dia, existem empresas especializadas que produzem cartazes sob encomenda, respeitando o formato original (Confira: LEITE-COM) . O verdadeiro lambe-lambe, no entanto, é impresso em papel ultrafino, justamente para criar aquele efeito enrugado que surge em contato com a cola.

lambe-lambe

Contemporâneo, o cartaz pode ser aplicado tanto em molduras quanto diretamente sobre a parede. Variações permitem ainda criar charmosos papéis de parede, substituindo a tipografia característica por estampas geométricas. Inspire-se nas imagens abaixo e deixe a arte invadir sua casa:

STREET ART

lambe-lambe09

Segue abaixo uma galeria com  diversas ideias uma mais bonita que a outra, cheias de atitude e personalidade.



Como colar o Lambe Lambe
Dica Leite-Com

1.Colocar cola branca em um recipiente.

2. Adicionar pouca água para misturar, apenas para a solução não ficar muito grossa.

3. Com um pincel, aplicar a solução no lugar em que quer colar o cartaz.

4. Aplicar o lambe-lambe e pressionar até sentir que colou.

5. Recortar o que sobrou para colar nos lugares que restaram.

6. Colocar a solução de novo em cima do cartaz para fixar melhor.

Você também pode recortar a folha em vários tamanhos para fazer a colagem. Também dá para colar uma parte em cima de outra.

Guia de aplicação dos lambe-lambes

Como faço para remover o lambe-lambe da parede?

Recomendamos utilizar água, que irá desgudar a cola da parede.

Atenção: Para aplicação em ambientes sujeitos à chuva, umidade ou sereno, recomendamos a utilização de algum outro fixador. Procure sua loja de materiais de reforma/construção e pergunte sobre a melhor solução para a sua idéia.

Descobri os site a poucos dias, mas vou logo providenciar os meus para mim e para projetar para os meus clientes, e vocês o que acham dessa decoração mais urbana.

Fonte( Moveis Apolo)
Leite-Com 

O lar da Didi, que eu adoraria morar.

Como você já deve saber eu adoro um cafofo estilo faça-você-mesmo, daqueles cheios de inspirações que a gente fica maluco querendo tudo, então pra não perder o costume aí vai mais um cantinho desses pra gente se deliciar.

O cantinho em questão pertence a um casal de amigos da Bruna que resolveu juntar as escovas de dentes e se mudar pra um apê de 40 m2 herdado da avó de um deles.

Seguindo a risca a ideia de uma decoração com a personalidade do morador, que conte um pouco da sua história e do seu estilo, esses dois foram juntando móveis da família, lembranças de viajem, objetos de decoração descolados e imprimindo em cada cantinho o seu jeito de ser.

O lar da Didi, que eu adoraria morar, o texto do post é que realmente fiquei apaixonada por tudo sem exceções e morari fácil ai, imagens linda que me transmitiram a sensação de Lar, confere ai.
A referência vem do (Blog REFRANS)

A casinha da Didi

A gente sempre lê por aí que uma casa bacana de verdade deve refletir a personalidade de seus moradores, seus gostos, sua história de vida, etc, etc… Bom, a minha amiga Ingrid Hirsch (a Didi) seguiu esse conceito à risca na decoração do seu primeiro apê — compartilhado com Miguel, o namorido, e Léo, o fofíssimo (mas invocado) mascote da família. E assim que eu visitei a Didi no novo endereço já pensei: isso aqui vai dar pano pra manga, quer dizer, post pro blog!

Então aí vai uma casa de verdade com ideias possíveis e o caminho das pedras (vulgo lista dos fornecedores que eles usaram).

A Casinha da Didi

A oportunidade de juntar as escovas de dentes veio de repente, mas não passou batido. E o apê de 40 m² pertinho do Museu Ipiranga herdado da avó da Didi pareceu um ótimo lugar para começar uma vida nova. Ela, que se formou em Design de Interiores junto comigo na Belas Artes, fez poucas intervenções no imóvel, mas mesmo assim conseguiu mudar totalmente a cara dos ambientes. Não houve nenhum quebra-quebra, nem troca de revestimentos, nem (muita) dor de cabeça.

Para que a sala ficasse mais atual sem demandar grandes investimentos, as paredes foram pintadas com textura que imita cimento queimado, da Suvinil. Coincidentemente o sofá-cama, que veio da antiga casa do Miguel, tem um tom cinza parecidíssimo com o da parede. Assim a peça grandinha acaba se camuflando na parede sem pesar no ambiente pequeno (#ficaadica). As cadeiras e a mesa são Thonet originais, também herdadas da avó da Didi, que adorava moda e design. Com exceção dessas peças e do buffet — que teve as portas e gavetas repaginadas com tecido estampado E logo ao lado de uma das mesinhas laterais, eis que surge mais um detalhe charmoso: o mini-jardim da janela, que ganhou flores novas assim que eles se mudaram. Para destacar a jardineira, eles instalaram ali um fio iluminado (desses com caninho emborrachado, para áreas externas).

Mas as boas ideias não se concentram só na sala não. A cozinha, pequena e no estilo corredor, tem azulejos amarronzados, como se usava antigamente, e armários de Formica clarinha. Como o intuito era apenas dar uma maquiada nesse cômodo, a Didi instalou adesivos lindos que imitam azulejos hidráulicos no frontão atrás da pia (essa é a parte da parede mais visível para quem está na sala). Aí foi só colocar um objeto fofo aqui, outro ali, e pronto! Cozinha nova.

O quarto também mantém os armários originais, que por enquanto ainda não foram mexidos. Mas a cama embutida de madeira saiu e foi substituída por um modelo box com baú embaixo (afinal, espaço extra de armazenagem é sempre válido). Duas prateleiras que ficavam sobre a cama e atrapalhavam na hora de ver TV foram removidas e no lugar entrou uma cabeceira estofada macia, colorida e com iluminação embutida — ou seja, perfeita.

Aposto que já estão gostando, não estão?
Observa agora todos os detalhes desse Apê lindo e cheio de personalidade.

Onde encontrar:

Textura da parede: Suvinil
Sofá: já pertencia aos moradores
Cadeiras, mesa de jantar e buffet: herança de família
Móveis e cabeceira sob medida: Sala Bella
Iluminação: Lustres Diamante

Fotos de Igor Giroto

Um verdadeiro lar doce lar, não é? bos inspiração para quem quer transformar sua Casa e deixar cheia de personalidade e detalhes próprios.

Até Logo.